Descobrindo a The Scientific and Medical Network (Rede Científica e Médica): organização internacional rumo a uma ciência além da visão materialista

Página inicial do site da Rede Científica e Médica – The Scientific & Medical Network, onde a razão baseada em evidências encontra o conhecimento interno profundo

No mês de maio, uma colega inglesa encaminhou-me a chamada para um webinário promovido pela organização internacional The Scientific and Medical Network (Rede Médico Científica) intitulado: “ Como revolucionar o paradigma materialista” ( How to revolutionise the materialist paradigm). Mal pude acreditar que havia cientistas, dentre os quais muitos médicos e físicos, discutindo a necessidade de a ciência expandir sua metodologia para incorporar uma visão além da abordagem mecanicista e materialista do mundo. Ora, para mim, isto foi um presente dos deuses!!

A chamada para o webinário realizado em 13 de maio de 2021

Há muito venho batendo nesta tecla da necessidade de a ciência atualizar seus alicerces filosóficos para incorporar as descobertas da Física além da visão de Newton.

Sabemos que a famosa Academia de Ciências, criada no século XVII, foi uma resposta ao grande abalo no sistema de crença da humanidade com relação ao Geocentrismo, defendido a duras penas pela Igreja Católica – um capítulo religioso negro na História da humanidade. Que consequências a separação da Igreja da Ciência teria para os séculos que se seguiram?

Tamanha decepção com aqueles que representavam o Divino na Terra só poderia causar um afastamento de tudo que fosse relacionado a isto: o mundo invisível, religião, fé, a comunhão com a natureza, o “assim em cima como embaixo”, o conceito de que éramos a semelhança do Pai, os ensinamentos de Seu Filho. Tudo foi por água abaixo para os cientistas…

O mundo passou a ser explicado pela lógica, pela razão, pela visão mecanicista, materialista, analítica quantitativa do Universo máquina. Não só o mundo. Também seus habitantes passaram a ser estudados por meio de suas partes, de seus detalhes e não da sua integralidade, interdependência e união.

Com isto, vimos crescer a importância das funções do hemisfério cerebral esquerdo em detrimento do direito. Algo que sempre tive dificuldade para entender. Se temos dois hemisférios cerebrais, por que um seria mais importante do que o outro? Por que a razão seria mais importante do que a emoção? Por que a lógica e a análise, seriam mais importantes do que a intuição e o simbolismo? Minha geração sofreu muitos preconceitos com relação a isto. Ser artista, numa família que valorizava as “ciências exatas” era praticamente impossível para um(a) jovem.

Einstein, no início do século XX deu o ponta pé para que pudéssemos ressignificar esta ferida antiga da Ciência, trazendo-nos de volta a noção do Todo, da intercambialidade entre energia, matéria e luz – da realidade do mundo invisível.

A visão de Universo introduzida por Einstein no início do século XX pouco influenciou o comportamento da sociedade e a ciência tal como praticada ainda nos dias de hoje

No entanto, a Física moderna de Einstein pouco influiu no comportamento da sociedade e nas várias áreas do saber. Na Medicina, por exemplo, ficamos cada vez mais reducionistas, praticando e ensinando a cura dos órgãos e não da pessoa.

O que é real para você? Real é só aquilo que podemos ver, tocar, cheirar, ouvir ou sentir o gosto? E a dor da perda de um ente querido? Isto é real? Como quantificar esta dor? Será que todos sentem esta dor do mesmo jeito? Tem algum medicamento, com base em princípio químico ativo, que cure esta dor? Será que esta dor emocional pode acarretar consequências físicas também?

Felizmente, já tem muitos cientistas e médicos que pensam e agem diferente, com vistas à expansão e humanização da ciência. Sim, por que ciência que se apoia numa visão de mundo fragmentada, ultrapassada, para subjugar o próximo aos seus critérios, já gerou e ainda gera muita dor e sofrimento neste planeta.

A Comissão Galileo e seu Relatório – argumentos para transformar as bases da ciência vigente numa ciência compatível com os avanços da Física

O Relatório da Comissão Galileu, alicerce do trabalho da Rede Científica e Médica e da Comissão Galileu teve a contribuição de noventa cientistas renomados de todo mundo.

Por este motivo, é que fiquei feliz ao encontrar a Rede Científica e Médica (www.scientificandmedical.net).  Neste momento em que a humanidade vivencia uma oportunidade para a reflexão e ressignificação de valores, a organização convida-nos a ver o mundo por uma ótica além da ciência materialista para, enfim, seguirmos para um futuro mais fraterno e consciente.

Até mais!

Esse post foi publicado em Uncategorized e marcado , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.