Projeto Jardim Azul

Projeto Jardim Azul 1

Projeto Jardim Azul

Situação atual – projeto em andamento

Neste momento de quarentena em função do COVID-19, estamos fazendo o possível para atender aqueles que têm nos pedido ajuda. Envie sua mensagem para: projetojardimazul@gmail.com e nos aguarde. Você também pode recorrer as terapeutas da Ação Floral Solidária TEA (vide a página específica para saber mais) 

Sensibilizada pelo crescente número de crianças e jovens diagnosticados com o Transtorno do Espectro Autista e a dificuldade enfrentada por seus familiares, em busca de tratamentos adequados,  a educadora e pesquisadora floral, Rosana Souto, vem disponibilizar sua experiência, com o uso das essências florais, para este público, por meio do Projeto Jardim Azul.

Objetivos principais

1 – Oferecer consultas à distância*, a preços reduzidos, para crianças e/ou jovens diagnosticados com TEA ( Transtorno do Espectro Autista ).  Estes valores serão repassados à AAMPARA ( Associação de Atendimento e Apoio ao Autista , de Curitiba ), como contribuição para a manutenção do serviço prestado ao público atendido na mesma.

2 – Avaliar a eficácia das essências florais na harmonização de diferentes áreas do desenvolvimento humano comprometidas pelo referido Transtorno.

* Para otimizar o tempo, a comunicação entre as partes será feita, preferencialmente, por meio de e-mails, mensagens e áudios por aplicativos ( what´s up ), dentre outros.

Público alvo

Crianças e/ou jovens até 18 anos diagnosticados com TEA. Inicialmente, o projeto contemplará até 20 pessoas. A partir do desenrolar do mesmo, este número poderá ser expandido para contemplar mais pessoas. Idem com relação a faixa etária.

Uma parceria com pais e/ou responsáveis

O Projeto Jardim Azul vem disponibilizar aos pais e/ou responsáveis uma terapêutica natural, para o desenvolvimento maior de seus filhos, e a oportunidade de contribuir para validação das essências florais como um instrumento para o cuidado deste público crescente.

A adesão ao projeto é vinculada ao comprometimento em fornecer  informações necessárias para a seleção apropriada das essências, por meio de questionários a serem preenchidos, pelos responsáveis, tanto no início do tratamento como a cada nova seleção de florais. Deste modo, pretende-se rastrear a ação e os benefícios desta terapêutica.

Os pais e/ou responsáveis são bem-vindos em enviar-nos fotos, vídeos e/ou áudios, em qualquer período do tratamento, que retratem a condição atual da criança/jovem e as mudanças ao longo do mesmo.

Toda a informação fornecida pelos pais/responsáveis e advindas do processo terapêutico em si, será utilizada, apenas, para fins educacionais e de pesquisa, incluindo a elaboração de textos e artigos para divulgação e/ou publicação na mídia impressa ( revistas, periódicos e livros ) ou digital e apresentações em congressos, no Brasil ou no exterior, sempre preservando a identidade da criança e da família. Para quaisquer outras circunstâncias, os pais e/ou responsáveis serão consultados.

Este projeto é uma iniciativa de pesquisa pioneira e independente com vistas a criar evidências quanto à ação benéfica das essências florais na promoção da qualidade de vida em pessoas com Transtorno do Espectro Autista e  seus familiares.

Sobre a pesquisadora

Rosana Souto – Engenheira Química com Especialização em Propriedade Industrial. Practitioner Certificada e Professora autorizada da Flower Essence Society, responsável pela introdução do Programa de Certificação da FES – Florais da Califórnia, no Brasil ( 2003 ). Facilitadora autorizada dos Florais de Bach Healingherbs desde 2002. Mestre Practitioner dos Florais de Saint Germain.  Terapeuta floral há 30 anos. Fundadora e Diretora do Instituto Cosmos de Terapia Floral, em Campinas, SP ( 1999 a 2010 ). Pioneira na introdução do uso dos florais na Educação ( Os Seareiros/Núcleo Mãe Maria, desde 1998.  Autora de diversos artigos publicados no Brasil e no exterior. Professora convidada do curso de Especialização em Terapia Floral da UFRJ/HESFA, RJ.  Professora e palestrante internacional. Membro da Rede Européia para Competência Social e Emocional ( ENSEC ), da Rioflor/Conaflor e da Associação Britânica de Essências Florais e Vibracionais ( BFVEA – friend )

Sobre os valores a serem cobrados

O valor a ser cobrado no início do tratamento  e a cada nova seleção de florais correspondem à taxa de adesão ao projeto ( R$44,00, R$ 62,00 ou ainda R$80,00 ) e a manutenção do compromisso com o mesmo, por ambas as partes, respectivamente.  Estes valores não incluem o fornecimento dos frascos de florais pela pesquisadora; apenas a seleção adequada dos mesmos ( receita ) e as orientações prestadas aos pais/responsáveis ao longo do tratamento. Os preparados florais deverão ser providenciados pelos próprios responsáveis em estabelecimentos de sua confiança ( farmácias homeopáticas e/ou outros ), de sua região/cidade,  ou recomendados pela pesquisadora.

Os valores aqui praticados são unicamente para os participantes do Projeto Jardim Azul, a saber, crianças e ou jovens com diagnóstico de TEA , e diferem, totalmente, daqueles praticados, pela pesquisadora, para outro público. Os mesmos serão repassados em sua totalidade, para a Associação de Atendimento e Apoio ao Autista  (AAMPARA – Caixa Ecomônica Federal , AG 0370 – OP 0003, C/C 1308 -8 ,  CNPJ 08 283.628/0001-53), de Curitiba, como doação para a manutenção dos serviços prestados por esta associação a este público.

 

Para aderir ao projeto

Para aderir ao projeto, primeiramente, envie um e-mail para: projetojardimazul@gmail.com  para comunicar sua intenção e consultar a existência de vaga.

Caso positivo, você receberá as orientações para o depósito da taxa de adesão  ( Conta AAMPARA acima ) e o questionário de avaliação inicial ( Histórico do cliente ) para ser preenchido com as informações sobre a criança. Este questionário deverá ser enviado junto ao comprovante de depósito da taxa de adesão. No prazo acordado com a pesquisadora, você receberá a receita com os florais selecionados e as devidas orientações sobre o processo terapêutico.

As adesões ao projeto obedecerão a ordem cronológica dos depósitos da taxa de adesão e restringir-se-ão ao número inicial de 20 crianças/jovens. Uma vez alcançado este número, os demais interessados farão parte de uma lista de espera, podendo ser contatados numa fase futura do projeto.

Da duração do Projeto Jardim Azul

O Projeto Jardim Azul tem prazo indeterminado. No entanto, a duração da primeira fase será de 10 meses. Findo este período, os processos terapêuticos serão avaliados e a continuidade dos mesmos será decidida, junto aos responsáveis, em função da disponibilidade de tempo da pesquisadora. Do mesmo modo, as metas ( objetivos ) do projeto serão revistos em função dos resultados alcançados.

Acreditamos que dez meses é um prazo adequado para avaliarmos o uso das essências florais neste público alvo.

Sobre as Essências FloraisProjeto Jardim Azul Forget-me-not

As essências florais são produtos naturais preparados a partir de flores de diferentes espécies e regiões do mundo. Representam uma nova concepção de produto, desenvolvida pelo médico inglês, Dr. Edward Bach, no início do século passado. São baseadas na capacidade de a água armazenar informações: virtudes ou qualidades, úteis ao nosso bem-estar.

Quando recebemos um floral, na verdade estamos “tomando” ou passando na pele uma informação/ virtude. É como se estivéssemos inundando nosso corpo com qualidades como; calma, confiança, fé, coragem, amor etc… Cada floral representa uma informação/virtude.

Hoje dispomos de muitos sistemas florais, muitos deles com essências importantíssimas para a harmonização dos novos seres, incluindo os portadores do Transtorno do Espectro Autista.

Não existe um floral para autismo, para a dor de estômago ou dor de dente. Existe floral para a pessoa que está com qualquer tipo de sintoma. Ou seja, as essências tratam a pessoa e não o sintoma ou o nome dado ao mesmo. Por este motivo, pessoas que sofrem de dor de estômago, por exemplo, podem precisar de florais diferentes. Daí a importância de uma seleção individualizada.

Por outro lado, a natureza inovadora das essências florais oferece-nos múltiplas possibilidades de uso: uso oral (ingestão oral ) ao uso tópico ( na pele ) e  uso em sprays. Não possuem princípio químico ativo sendo muito seguras para serem usadas.

Perguntas frequentes

Em quanto tempo vou perceber as mudanças em meu/minha filho ( a )?

Cada um de nós reage as essências florais de acordo com seu próprio ritmo. Cada um é um. Assim, não dá para prever quanto tempo levaremos para notar mudanças nas questões trabalhadas com as essências florais. No entanto, muitas vezes, este tempo surpreende-nos. Para alguns, bastam uns 15 – 20 dias. Para outros, meses… Tudo irá depender da pessoa…

Meu filho pode tomar os florais junto aos medicamentos alopáticos?

Sim. Os florais não possuem princípio químico ativo, portanto não interferem com os medicamentos que seu filho possa estar fazendo uso. Caso haja algum receio relativo a presença do conservante alcoólico, os florais podem ser usados na palma das mãos, nas têmporas e/ou outros, eliminando qualquer risco.

Pode dar alguma reação negativa?

Normalmente, os florais são muito bem aceitos por crianças e jovens. No entanto, nenhum processo terapêutico está livre de altos e baixos. O mesmo se passa com os florais. Daí a importância de um especialista para seleção dos mesmos e acompanhamento do processo terapêutico.

Os florais “criam” dependência?

Não. Como não possuem princípio químico ativo, os florais estão livres do risco de causar dependência. Uma vez equilibrada uma determinada questão, a pessoa pode descontinuar o seu uso por algum tempo. A terapia floral equivale à afinação de um instrumento musical. Depois de afinado, podemos “tocar” a vida por um algum tempo, até que estas teclas ou cordas voltem a desafinar. Podemos, também, atuar preventivamente , para manter estas cordas ou teclas afinadas, caso conheçamos aquelas que usamos com mais frequência.

Notícias do Projeto Jardim Azul

Leia: https://cosmosdrops.wordpress.com/2017/12/29/2018-a-esperanca-e-azul/

Para conhecer mais sobre o uso das essências Florais na Educação e no Autismo, acesse o vídeo na página específica.